Connect with us

Cotidiano

“UMA DAS MELHORES LEITURAS QUE FIZ EM 2019”, DIZ BLOG LITERÁRIO

Publicado

às

Fiquei apaixonada pela escrita do autor, pela ambientação da obra, pelo gato Charles e por toda a narrativa envolvente. Por várias vezes desejei estar na Ilha Farethon ou dentro do Farol”

feravellar.blogspot.com.br / @fernanda_avellar_eventos

A obra “O farol e a tempestade” nos conta a história do autor best-seller Samuel Jones, que vive recluso em uma remota ilha do Atlântico Norte. Ele se fechou para o mundo após perder a família em um acidente. Porém, o seu exílio é quebrado quando uma bola de fogo risca os céus diante de seus olhos no meio de uma tempestade. A fotógrafa nova-iorquina Anne Crawford sobrevive ao desastre aéreo e é resgatada justamente pelo escritor, quebrando a solidão da Ilha Farethon e de seu farol secular. Corações despedaçados e vidas seladas por tragédias marcam os personagens.

Primeiramente, sou suspeita para falar da obra, mas precisamente devido ao fato que foi uma das melhores leituras que fiz em 2019. O escritor Romulo Felippe consegue mexer com todas as emoções do leitor e quando você pensa que algo não pode ficar pior, fica!

O livro já começa com uma alta carga emocional e nos mostra que nada está 100% resolvido, pois em milésimos de segundos é possível transformar a treva em uma linda luz.

.

“Anne cai de joelhos na areia esbranquiçada, com as mãos comprimindo a testa e lágrimas inundando seus olhos tão azuis quanto o próprio mar caribenho. Antes de gritar, solta um gemido não pela enxaqueca, mas por não se lembrar de absolutamente nada em sua vida. Esse bloqueio de informações torna sua mente uma caixa vazia e inútil. Sam a segura pelos braços, acudindo-a em um momento de desespero.”

.

Com a chegada de Anne na ilha de forma nada convencional, o escritor Samuel vai lentamente se soltando e vão aprendendo juntos a colarem os cacos que restaram dos corações quebrados. Paralelamente, a história do casal na Ilha Farethon, o pai de Anne com a equipe de busca procura desesperadamente por ela junto ao ex-marido.

Eu não posso contar muito sobre a narrativa para não dar spoilers, mas afirmo categoricamente que as reviravoltas são de causar arrepios, espanto e para alguns lágrimas irão cair.

Por fim, fiquei apaixonada pela escrita do autor, pela ambientação da obra, pelo gato Charles e por toda a narrativa envolvente. Por várias vezes desejei estar na Ilha Farethon ou dentro do Farol. O romance nos ensina a ter fé, resgatar a esperança, se libertar de amarras do passado e caminhar rumo à luz.

A lição principal que tiro com a leitura é que todos nós não somos donos do destino e que quando o Universo conspira só nos resta aguardar o ato final. A Novo Conceito está de parabéns pela linda capa, diagramação impecável, ilustrações maravilhosas e fonte excelente para a leitura.

Eu escolho seguir rumo ao Farol. E você: o que faria se a vida lhe desse uma segunda chance?

Saiba mais no blog: https://feravellar.blogspot.com

Continue Reading
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.