Connect with us

Entretenimento

“Autor do Farol tem uma escrita sensível e completamente fluida”

Publicado

às

De acordo com o blog literário Livro Terapia My Life, “com uma escrita sensível e completamente fluida, Romulo nos faz adentrar nessa história de coração aberto

Daniela
(Blog Livroterapia my Life)
#resenhalivroterapia
5⭐❤

“O Senhor tem uma última chance de provar que estou errado. Fale agora ou cale-se para sempre…”
Samuel Jones, autor renomado, que vive recluso na ilha de Farethon no Caribe. Desde que perdeu sua esposa e filho, fechou-se para o mundo.
Sua vida se resume em dar umas tecladas em sua máquina de escrever Remington. Na maioria das vezes ao som de November Rain que toca na sua antiga vitrola.
Do outro lado temos Anne, uma das melhores fotógrafas de New York. Uma mulher de olhos azuis, cabelos ruivos e um sorriso largo, uma alegria contagiante. E que também carrega seus monstros dentro do peito. Vítima de um acidente aéreo, ela simplesmente despenca do céu… e cai na ilha de Sam. Só que nenhum dos dois contavam era que Anne demorasse para recuperar a saúde.
“Você é mais do que um sinal de vida. Você é um sopro de vida dentro do meu duro coração.”
Sam é tão lindo por dentro e por fora que eu não consigo imaginar a dor avassaladora que ele sente dentro daquele peito. E mesmo todo destroçado ainda assim cuidou da Anne com tanto carinho. “Eu quero esse Faroleiro pra mim”.
Tão lindo de ver a cumplicidade que passou a existir entre os dois.
Logo no prólogo o autor já fez meu coração parar. Com uma escrita sensível e completamente fluida, ele nos faz adentrar nessa história de coração aberto. Com um jeito despretensioso, ele nos fala do verdadeiro significado do amor. E já lhe adianto, a cada página virada você vai querer mais e mais.
Amei o jeito que o autor descreveu os momentos de intimidades do casal, nada vulgar. Fez meu coração suspirar muitas vezes, torci para que os personagens ficassem juntos, e que pudessem ter novas vidas. Um livro que aborda, sutilmente, relacionamento abusivo, perdas, doação de órgãos e novos recomeços. O livro é narrado em terceira pessoa, isso fez uma diferença maravilhosa na história. Sem contar que o livro é cheio de ilustrações e a capa foi feita através de um click fotográfico. E pra fechar com chave de ouro, fomos presenteados com uma linda playlist.
Simplesmente Leiam. #queroserfarol

Continue Reading
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.